Os hospitais e a Nova Economia com a locação de equipamentos hospitalares

Equipamentos Hospitalares: Hospitais e a Nova Economia

A Nova Economia também é chamada de economia do compartilhamento, e talvez este nome ajude a entender melhor seu conceito. A lógica é simples e engloba o nosso dia a dia. Por que comprar um carro pra se locomover ao trabalho se dá pra pedir carona por aplicativo? Por que comprar um telefone novo todo ano se é possível alugar e trocar anualmente por bem menos? Os hospitais estão encontrando meios de se adaptar a ele através da locação de equipamentos hospitalares.

De acordo com o Instituto de Pesquisas em Saúde da PwC realizada em 2016, aquele já seria um ano de estreias para novos players na área da saúde, com a adaptação da indústrias ás principais tendência da chamada “Nova Economia da Saúde”, que prevê a ascensão do consumo com foco em valor, pressão sobre diminuição de custos, inovação tecnológica e o impacto do surgimento de novos operadores de serviços de saúde.

Hospitais vão aderir à Nova Economia

A sustentabilidade é um bem popular. Uma das formas de incentivar esse princípio é cultuar a chamada nova economia, também conhecida como economia compartilhada. Talvez nem todos saibam o que o conceito significa, mas devem ter experimentado essa nova ordem econômica que está avançando em algum momento. Não é por acaso que grandes empresas, incluindo hospitais e clínicas, aderiram à tendência.

No relatório desenvolvido pela Market Reports World, empresa especializada em análises de mercado em âmbito global. O estudo mostra que o mercado de locação de equipamentos médicos cresceu em 20 países após a pandemia, e o cenário se manterá rigorosamente com essa tendência pelo menos nos próximos 5 anos.

Além do Brasil, as locações cresceram também nos Estados Unidos, no Canadá, nas principais economias europeias e asiáticas e em países vizinhos da América do Sul, como Argentina e Chile. Essa tendencia de mudança já era apontada em 2016 pela PwC, sobre principais tendências da última década que têm persistido e as que evoluíram. 

A locação de equipamentos hospitalares é uma opção lucrativa para todos, e essa mudança fundamental representa uma ruptura em um modelo de gestão hospitalar de décadas. Anteriormente, o custo de aquisição de novos equipamentos hospitalares representava uma parcela significativa das despesas hospitalares. Isso os obriga a aumentar o preço das negociações e dos procedimentos. Dito isto, também tem um impacto no bolso do paciente.

Comprar ou Alugar Equipamentos hospitalares

A locação de equipamentos hospitalares é uma opção lucrativa para todos, e essa mudança fundamental representa uma ruptura em um modelo de gestão hospitalar de décadas. Anteriormente, o custo de aquisição de novos equipamentos hospitalares representava uma parcela significativa das despesas hospitalares. Isso os obriga a aumentar o preço das negociações e dos procedimentos. Dito isto, também tem um impacto no bolso do paciente.

Além disso, esses custos são constantes, pois as inovações tecnológicas obrigam essas instituições a trocarem equipamentos de tempos em tempos para acompanhar os avanços tecnológicos nos tratamentos prestados. Em outras palavras, os hospitais estão constantemente comprando e vendendo equipamentos, ou descartando equipamentos.

A substituição da locação de equipamentos hospitalares por aquisição, além de reduzir os custos operacionais, também resolve o problema da sazonalidade da demanda que é comum em alguns hospitais, e como exemplo, a Pandemia.

Pandemia e a Locação de Equipamentos hospitalares

Um exemplo disso aconteceu no início da pandemia do coronavírus. O rápido crescimento do número de infectados obrigou os hospitais a se equiparem rapidamente com ventiladores pulmonares, por exemplo, para dar conta de toda a demanda, e a crescente demanda de pacientes gerou um enorme aumento de resíduos, levando os hospitais a aumentarem a demanda das CMEs.

Se esses equipamentos fossem adquiridos durante a pandemia, conforme a antiga lógica de compra, enfrentaria toda a burocracia envolvida em tais negociações e ainda arriscaria pela dificuldade de obter a quantidade necessária de equipamentos. Diante da alta demanda, entregue pelo fabricante.

Esta é mais uma vantagem do leasing de equipamentos. A entrega dos equipamentos costuma ser mais rápida e os serviços de assistência técnica (outro problema dos hospitais) já estão incluídos no serviço, evitando custos adicionais que a gestão hospitalar nem sempre prevê.

A Sanders do Brasil conta com uma linha de equipamentos para CME e lançou uma linha comercial de alugueis de seus equipamentos, como autoclaves, lavadoras ultrassônicas, reprocessadoras de endoscópios, termodesinfectoras, entre outros, todos equipamentos destinados a segurança do paciente e dos operadores.

Conheça nossas linhas de produtos, acesse nosso site: www.sandersdobrasil.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.