Endoscópios: Desinfecção e Limpeza

Endoscópios: Desinfecção e Limpeza

A desinfecção e limpeza de endoscópios são fundamentais na eliminação de microrganismos nocivos à saúde, como fungos, vírus, bactérias e esporos. Com este processamento, é possível garantir a segurança de pacientes e profissionais da área da saúde que têm contato com os equipamentos.

São vários os métodos, os procedimentos e as substâncias utilizadas para esterilizar os artigos hospitalares. Mas, para garantir a eficácia do controle microbiológico, é preciso seguir uma série de normas regulamentadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Processo de Limpeza

Os endoscópios são considerados materiais semicríticos, segundo a classificação de Spaulding. Por isso, a esterilização é o processo mais indicado. Caso não seja possível sua realização, a desinfecção de alto nível torna-se necessária.

Por serem termosensíveis, os endoscópios não permitem esterilização em autoclave, a Sanders do Brasil possui soluções para o processo de Limpeza e Desinfecção de Endoscópios, como a Lavadora EWS-I que padroniza a rotina de limpeza e realiza a desinfecção e secagem, além disso possui dosagem de detergente automática, tampa com acionamento elétrico e detector de vazamento. 

O processo de limpeza dos endoscópios segue a ordem abaixo:

Limpeza: remoção das sujidades visíveis e detritos dos artigos com água e detergente enzimático. Ela pode ser feita de forma manual ou automatizada (lavadora), o que causa a consequente redução da carga microbiana. Este é o primeiro passo, que precede os processos de desinfecção;

Desinfecção: é um processo físico ou químico responsável pela eliminação da maioria dos microrganismos patogênicos de objetos e superfícies;

Esterilização: também realizada por um processo físico ou químico, a esterilização é responsável por eliminar todas as formas de vida microbiana, incluindo esporos microbianos.

Ao utilizar a Lavadora, a exposição do usuário aos efeitos nocivos das substâncias químicas é evitado, bem como o risco de danos ao endoscópio durante o reprocessamento. 

Outra grande vantagem do uso da lavadora é a Documentação impressa ou eletrônica com todos os registros dos parâmetros utilizados em cada reprocessamento. 

Como garantir a qualidade na desinfecção dos endoscópios?

Para garantir o sucesso no processo de desinfecção do endoscópio, é preciso seguir uma série de etapas e procedimentos. Por serem aparelhos caros e frágeis, eles necessitam de manutenção rigorosa e específica. Além de seguir as normas determinadas pela Anvisa, utilizar produtos de qualidade é fundamental para obter um bom resultado. As Lavadoras de Endoscópios da Sanders do Brasil obedecem às normas da ANVISA sobre prevenção e combate à infecção hospitalar.

Para passar pelo processo de desinfecção, é necessário que a limpeza dos endoscópios seja realizada de maneira adequada. Para isso, é preciso remover e eliminar todas as sujidades visíveis, com o auxílio de água e detergente enzimático. Isso garante a primeira etapa de higienização.

Os endoscópios não podem ser esterilizados pelos métodos clássicos. Por isso, é preciso seguir as etapas e procedimentos adequados para que o endoscópio possa ser utilizado no próximo exame com segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *